15/11/2009

Receita para saltar montanhas

É só meu pai viajar e eu fico sem blogar. É que é ele quem escreve o que eu digo, ou melhor, o que ele acha que eu diria se pudesse. Como meus irmãos também são ocupados, o jeito é eu esperar papai voltar. Mas tudo bem, o importante é continuar este bate-papo com você. Mas tem que ser bem-humorado.

Alguém comentou outro dia que gostou da maneira bem-humorada como as dificuldades são tratadas aqui. Acho que tudo depende do ponto de vista. A vida é cheia de dificuldades, ninguém pode negar. Quando o Senhor Jesus esteve aqui ele deixou bem claro isto para aqueles que crêem nEle: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (Jo 16:33)

Então o jeito é confiar para ter paz. Alguns têm dificuldades mais evidentes como as minhas e as de meus amiguinhos da lista na coluna da direita. Outros têm problemas não tão evidentes, mas nem por isso menos importantes. Sabe quanta gente vive triste por aí, se drogando, se consumindo dia após dia? Pessoas que têm pernas, braços, olhos que vêem, ouvidos que ouvem, bocas que falam e um cérebro sem paralisia, mas que mesmo assim estão mais despedaçadas na alma do que muitos como eu o estão no corpo?

A diferença não está nas dificuldades, mas em se ter uma expectativa maior da vida, uma visão mais ampla, não limitada ao aqui e agora. O apóstolo São Paulo escreveu que "se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." (1 Co 15:19) O que ele quis dizer é que tem muita gente triste por aí porque só pensa em Cristo para receber alguma vantagem para esta vida: saúde, dinheiro, casamento etc. Tratam Deus como se fosse um talismã para ganhar na loteria. Existe uma vida maior, muito maior, do que este breve pedacinho que a gente passa aqui.

Enxergar isso é entender que as coisas que passamos neste tempo que chamamos "hoje" são muito pequenas se comparadas com a eternidade e com as coisas maravilhosas que Deus reservou para aqueles que crêem. Entender isto é descobrir que o cérebro que hoje falha será perfeito um dia; a perna que hoje manca será capaz de saltar montanhas; as mãos que não pegam abraçarão o Salvador; e os olhos que não vêem, ouvidos que não ouvem e bocas que não falam, participarão um dia de um espetáculo sublime e sem igual: um coro celestial!

Oh! Como as hostes salvas, nas alturas,
Um coro santo entoam em louvor,
De Ti, Cordeiro, que em Tuas agruras,
Compraste um povo em silente dor.

Vozes ecoam num louvor crescente,
Que brotam de tão gratos corações,
Tu és o Tema eterno e envolvente,
Que nos livrou de tantas aflições.

“Digno é o Cordeiro”, vozes retumbantes,
Falam do sangue, puro, eficaz,
Que resgatou os pecadores dantes,
Dando-lhes gozo, salvação e paz.

Sublime é estarmos, ao coro celeste,
Já destinados por Teu bom favor,
Não fora a graça que suprema deste,
Nos restaria eternal pavor.

Com gratidão entoamos nosso canto
Com notas que Te louvam, Salvador,
Mas, fracas são, não mostram todo encanto
Do Teu imensurável dom de amor!

Um comentário:

R disse...

Olá amiguinho Pedro,me chamo Raquel e tenho muito gosto em te conhecer,saber a sua história tão maravilhosamente mudada e abençoada pelo nosso Amigo Melhor,Jesus.Concordo que nada no mundo inteiro pode ser comparado com tudo que nosso Deus e Pai tem preparado pra nós,com ansiedade a Igreja fiel clama:Maranata!!!
Deixo um beijinho e obrigadíssima pelo seu sorriso e delicadeza de atitudes.
Raquel Raimundo
e-mail:
raquelgraimundo@gmail.com

Postagens populares