Páginas

13/12/10

Medroso! Medroso! Medroso!...

Meu pai é um medroso. Só pode ser. Perder uma oportunidade dessas?! Ah, eu conto, sim, vou contar, quero contar! Sabe o que? Que meu pai foi dar uma palestra em Foz do Iguaçu e encontrou lá o Osmar Santos expondo seus quadros. Encontrou é modo de dizer. Sabe o que aconteceu? Nada.



Isso mesmo, nada! Meu pai viu o cara, viu os quadros e ficou nisso. Você sabe, o Osmar Santos, aquele que era um super radialista até um caminhão bêbado atravessar o seu caminho. Ah, se eu pudesse falar! Sabe o que faria agora mesmo? Conversaria com meu pai para saber tim-tim por tim-tim a razão de nem chegar perto do Osmar.

Minha conversa com meu pai seria algo assim, tenho certeza:

- Pai, não me diga que você foi até lá, viu o Osmar e nem o cumprimentou.

- Fui, vi, não...

- Chegou perto, pelo menos.

- Bem, sim e não. Na volta ele ficou quase ao lado no avião, do outro lado do corredor.

- E...?

- E o que?

- Pelo menos falou um oi, disse que gostava dos quadros, que você também já pintou...

- Não.

- Eu não acredito! Uma foto, pai, uma foto! Todo mundo quando encontra um famoso corre lá tirar uma foto ao lado dele... Pensou? Botava no seu site, fazia o maior farol...

- Também não... sei lá, fiquei sem jeito...

- Você, sem jeito?! Sobe num palco, faz gato e sapato, fala pelos cotovelos... com essa cara de sério deixa a turma surpresa ao descobrir que existe um palhaço debaixo do terno... Sem jeito?!

- É, Pedro, fico sem jeito quando encontro gente assim. Tem gente que tá com tudo em cima e vive reclamando. Outros, como você, nascem com deficiências e fazem um bocado, se desenvolvem, aprendem, tudo bem, mas nunca souberam o que é ter tudo funcionando... Já um cara como o Osmar...

- O que tem um cara como o Osmar?

- Oras, ele estava por cima e de repente viu o tapete ser puxado. Perdeu o que tinha de melhor, a voz, a locução. Tipo João do Pulo, o campeão olímpico, que perdeu a perna; tipo João Carlos Martins, o pianista que perdeu o movimento dos dedos... Gente que está no topo, desce no fundo e se supera, entende? Ou pessoas comuns, donas de casa, profissionais, estudantes como meu amigo Cristóvão de Barros, que levou um tiro na coluna, ficou paraplégico e hoje toca seu próprio negócio... Nossa! Tem tantos outros heróis assim por aí... Gente que dá a volta por cima, começa de novo, se reinventa, serve de exemplo...

- Só por isso você ficou sem jeito de ir lá falar com ele...

- Só por isso. Lá tinha tanta gente achando que eu era alguma coisa só porque sou palestrante, e a grande atração estava bem ali, sentado naquela cadeira de rodas e rodeado de quadros em cores vibrantes. O cara é a cara dos quadros que pinta, sabia? Vibrante, alegre, parece que está o tempo todo dizendo pra gente, “Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha”. E tem gente se lamuriando por aí só porque quebrou a unha, perdeu o cabelo, ganhou umas estrias, engordou...

- Já entendi.

- Entendeu o que?

- Você, não ter dado a mão pra ele, não ter tirado uma palhinha de prosa, não ter ficado ao lado pra uma foto... Você é um medroso, pai! Medroso! Medroso! Medroso!

- Pedro, olha o respeito...

- Medroso sim, pai! Você tem medo de gigantes.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários
Osmar Santos: o Milagre da Vida
PAULO MATTIUSSI

A voz inconfundível de "Osmar Santos" ainda pulsa na memória de milhões de pessoas. Finalmente, uma biografia compreende totalmente este fenômeno da comunicação. A partir de uma ampla pesquisa em arquivos de imprensa, pessoais e familiares, o jornalista Paulo Matttiussi revive em um texto emocionante a trajetória de glória e sucesso do maior nome da comunicação esportiva, interrompida repentinamente por um acidente que silenciaria para sempre as locuções inesquecíveis do "pai da matéria". Esta passagem é narrada com riqueza de detalhes, como uma verdadeira seqüência cinematográfica que prende a atenção do principio ao fim. Imperdível.

Um comentário:

jason disse...

sabe,casos assim só nos mostra o quanto ainda não sabemos nada da vida,precisamos ser humilde para aprender sempre,só através da humildade poderemos enxergar essas coisas para aprendendermos com elas.

Postagens populares