02/10/2010

Quantas estrelas existem? E qual o nome delas?

Até parece brincadeira perguntar isso, não é mesmo? Mas estou falando sério. Você não é um que quer ter respostas para tudo? Eu também, então vamos tentar responder esta. Mas lembre-se: a resposta deve incluir também o nome de cada estrelinha que pisca lá em cima. E as que não piscam também.


"Temos ideia de quantas estrelas há no universo, existem mais estrelas que grãos de areia em todas as praias da terra juntas. Cada estrela dessa pode ter um sistema planetário. É possível, nós não sabemos se tem, que em nossa galáxia exista pelo menos 500 bilhões de planetas, repito só na nossa galáxia. Conhecemos 100 bilhões de galáxias. Se nove planetas por estrela for uma boa média, a única estatística que conhecemos é o sistema solar. Temos que multiplicar isso por nove para saber qual o número de planetas."

Quem disse isso foi João Steiner, Professor do Departamento de Astronomia do Instituto Astronômico e Geofísico da USP. Acho que ele entende do assunto, mas se eu perguntar se ele conhece o nome de cada uma dessas estrelas e dos planetas que giram em torno delas, o cara vai rir da minha cara. Vai mesmo! Porém...

"O Senhor... sara os quebrantados de coração, e lhes ata as suas feridas. Conta o número das estrelas, chama-as a todas pelos seus nomes. Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o seu entendimento é infinito." Salmos 147:3-5

Lembra daquela historinha que contam de Santo Agostinho, cujo primeiro nome era Aurélio e viveu uns 350 anos depois de Cristo? Diz a historinha que ele estava tentando entender as coisas de Deus enquanto passeava pela praia e encontrou um menino que tinha cavado um buraquinho na areia. Com uma concha o menino buscava água do mar e despejava no buraco.

– Por que faz isso? – perguntou Agostinho.

Só de perguntar para uma criança brincando na praia por que ela pega água do mar e joga num buraquinho você já pode ver como o sujeito era curioso, né? Aí o garotinho respondeu:

– Ô tio, quero colocar todo o mar dentro desse buraquinho.

Pode ser que ele não tenha falado "ô tio", mas é que esta é uma versão modernizada da história. Se você achou que o menino era meio "mané" por achar que seria possível fazer o mar caber no buraquinho, foi a mesma coisa que Agostinho perguntou a ele e levou uma tremenda lição de moral do garoto:

– Ô tio, e você não acha impossível fazer Deus caber na sua cabeça?!

A razão de eu contar isso? Porque faz algum tempo minha vovó ficou doente, muito doente. O câncer que começou no pulmão chegou aos ossos e ela terminou seus dias numa cama com muitas dores. Vovó tinha certeza de que iria para o céu a qualquer momento e ficava olhando o céu pela janela do quarto, dizendo que queria ver Jesus vindo daquele lado para buscá-la.

Vovó no casamento de minha irmã, em dezembro de 2004, alguns dias antes de partir para o Céu.

Mas ela tinha perguntas – todos nós temos. E um dia perguntou ao meu pai se ele sabia qual era o plano de Deus para permitir que ela ficasse naquela situação tão ruim. Meu pai, que tem ele mesmo muitas perguntas ainda não respondidas, respondeu com outra pergunta:

– Quando eu era pequeno, você respondia todas as perguntas que eu fazia?

Não, ela não respondia, porque papai não teria capacidade para entender as respostas. Talvez a pergunta dela ficasse sem resposta por mais algum tempo, até ela estar em condições entender. Talvez as perguntas minhas, de meu pai ou mesmo as que você está fazendo agora fiquem sem respostas por algum tempo. A única pergunta para a qual você pode ter a resposta hoje mesmo é esta:

Você já obteve a certeza de que estará no céu para ouvir todas as respostas da boca de Deus?

Uma dica: procure neste link onde aparece a frase "tem a vida eterna" para saber a resposta.

"José foi ríspido na conversa com seus irmãos. Ele os lançou na prisão e disse aos carcereiros que os guardassem, mas quando ficou sozinho, chorou, apenas para "exaltá-los" no seu devido tempo. Oh, que conforto existe nisso! O Senhor pode estar fazendo assim também. Enquanto Sua mão exteriormente de modo ríspido, Seu coração está sofrendo." J. G. Bellett

"E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas... Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido." Apocalipse 21:4 e 1 Coríntios 13:12

Deus Sabe que Sofremos
PHILIP YANCEY

Neste livro, você encontrará as mais importantes respostas para esse inquietante problema que diz respeito a todos nós. Com sensibilidade e profundo conhecimento do assunto, o autor trata o tema de maneira clara, informativamente rica e fundamentalmente bíblica, comentando também as conclusões a que chegam os maiores estudiosos do assunto. Um livro de estilo fácil, que responde questões difíceis. O autor trata da dor em diversos ângulos com diversas reações, deixando extravazar suas emoções no fim de cada capítulo. O livro conta o caso de um portador de Hanseníase que teve os pés deformados por usar sapatos que lesavam seus pés. Mesmo percebendo visualmente que os pés estavam sendo lesados, ele se recusava a usar outro tipo de sapato pois, sem a dor, essa percepção não era suficientemente discriminativa para gerar um comportamento de preservação do organismo.

Nenhum comentário:

Postagens populares