07/08/2013

Meu pai inventor

Já contei que meu pai é inventor? Não desses malucos, só um pouco. Também nunca inventou nada que tenha patenteado para ficar milionário. Mas ele sempre tenta descobrir uma maneira de facilitar minha vida, e por tabela, a dele também. Como o sensor de movimento com alarme que criou para me proteger.

Como eu moro só com meu pai, e durmo no chão... Pronto! Agora vou precisar explicar a razão de dormir no chão antes que você denuncie meu pai por maus tratos... É o seguinte, desde quando cheguei já tentaram de tudo: cama com grade e também uma cama especial, tipo uma caixa de madeira com um colchão dentro e rodinhas para ser puxada como um gavetão de sob a cama ao lado.

A de grade me deixava preso e ainda com a possibilidade de cair da cama, porque a grade protegia só a lateral e era removível. A segunda funcionou enquanto moramos numa casa com chão frio e a cama-gavetão impedia a friagem de passar para o colchão. Desde que nos mudamos para um apartamento a dois andares acima do chão e piso de madeira o gavetão se aposentou e fiquei só com o colchão. Assim tenho a "liberdade de ir e vir" garantida pela Constituição, isto é, de sair gatinhando quando acordo. O gavetão de madeira com suas bordas afiadas não era a melhor coisa para minhas canelas logo de manhã na hora de descer do colchão.

Como já aconteceu de eu acordar à noite para sair gatinhando pela casa, ou de manhã quando meu pai já está no escritório, o "sensor de movimento" foi a solução para avisá-lo de minha escapada. Ele comprou um desses de porta de loja, igual ao da foto abaixo, mas não funcionou porque funcionava demais. Cada farol de carro na rua que iluminava o banheiro fazia o sensor acordando meu pai no meio da noite, e eu também. Então ele "inventou" este da foto ao lado. Se eu tentar passar pela porta gatinhando derrubo a latinha e meu pai acorda. Eu sei, é bem mambembe, mas quanto mais rachado estiver o copo mais sensível fica o alarme. E quem disse que era para ser bonito?

₢ Copyright do "copo-sensor" por Mario Persona (eh! eh! eh!)
Ufa! Tudo isso para explicar a razão de eu dormir no chão! Então acho melhor deixar para falar do "defletor de urina" na próxima, assim dá tempo de você tapar o nariz. Porque esta é a nova invenção de meu pai, pirateada de um que ele encomendou mas ainda não chegou do exterior. Enquanto isso, que tal ler esta crônica onde meu pai conta de meu avô, que tinha a mesma mania de inventar as coisas?

3 comentários:

Rubens Campos disse...

Eu li e gostei, Pedro. Continue sempre estimulando seu pai

Rubens Campos disse...

Eu li e gostei, Pedro. Continue sempre estimulando seu pai

Eci Meira disse...

Amei!

Postagens populares